Curiosidades

Será que você sofre de hipersonia? Confira as dicas e descubra!

O Salto No Comments

Hipersonia. O que é?

Você costuma sentir aquela sensação de fadiga ou cansaço ao acordar? Já sentiu uma espécie de preguiça que não te larga, mesmo depois de ter dormido durante toda a noite? Pois saiba que, você pode estar sofrendo de uma condição rara, chamada hipersonia.

A hipersonia é um transtorno do sono que afeta cerca de 1% da população. Curiosamente, ela não atrapalha o sono, como é o caso da narcolepsia, por exemplo. É como conviver com uma eterna ressaca. Seus sintomas se manifestam quando a pessoa desperta, e se sente desorientada, com uma moleza no corpo, como se não tivesse descansado nada durante o sono.

E isso lá tem tratamento?

Como é considerada um distúrbio do sono, a hipersonia pode ser recorrente ou idiopática, possuir causas neurológicas ou genéticas. O tratamento geralmente é feito com o uso de estimulantes, anfetaminas, e até de antidepressivos. Naturalmente, aquele cafezinho que você toma durante a noite precisa ser suspenso durante o tratamento, e nada de ficar assistindo àquela série do Netflix até mais tarde. Os hábitos regulares, e um horário de sono bem definido são essenciais para tratar a doença.

A hipersonia só se manifesta na idade adulta, e afeta mais mulheres do que homens. Recentemente, uma nova forma de tratar a doença começou a ser testada em uma pesquisa, com resultados bastante significativos. Trata-se de um medicamento utilizado para acordar pacientes de anestesias, chamado de Flumazenil. Em seus primeiro testes com pessoas que sofrem com os distúrbios, ele teve um efeito imediato.

Será que eu tenho esse distúrbio do sono?

Você, que está estudando loucamente para o ENEM, pode achar que está sofrendo dessa condição, mas não se preocupe! É normal ficar ansioso. Isso não significa que você precise de tratamento. Quer fazer a prova dos nove? Faça o teste! Tente relaxar, tomar um chazinho de camomila e dar uma descansada, ok? Uma dica que pode ajudar a aliviar a ansiedade é se preparar para possíveis temas que podem cair na redação do ENEM. Neste artigo, você  encontra alguns temas.

E ai? Se identificou? Será que você sofre de hipersonia ou está apenas ansioso? Conte para gente nos comentários e deixe sugestões para os próximos artigos do blog.

Não deixe de curtir também as páginas do Salto nas redes sociais (Facebook e Instagram). Quando você menos percebe já esta aprendendo.

Retrospectiva 2017 – Um Ano Muito Bizarro

O Salto No Comments

por Bella Nazar

            O que dizer sobre o ano de 2017? Gente, foi um ano cheio de acontecimentos tristes, por exemplo, muitos atentados, terremotos e mortes, mas foi um ano de ganhos pessoais. Tivemos premiações (equivocadas) no Oscar, atos heróicos – imagino eu – que muitos de vocês também conquistaram objetivos.

            Bom, já falamos de vários acontecimentos marcantes no mundo e na política brasileira lá no nosso canal do YouTube, INCLUSIVE, mande o vídeo para os amigos que vivem alienados e acabam ficando por fora de muitas tretas da atualidade.

Vamos, então, começar relembrando alguns acontecimentos mais marcantes que não foram mencionados no vídeo ou que acabamos apenas citando.

 

Mundo:

Crise humanitária no IÊMEN

Várias agências da ONU se uniram para remediar uma das piores crises humanitárias passadas no Iemen. Três agências se uniram: Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA) e a Organização Mundial da Saúde (OMS)  para encontrarem soluções factíveis para o problema.

A crise tem acontecido devido a junção de alguns fatores. O governo iemenita não paga o salário de mais de 30 mil agentes da área da saúde há dez meses e, além disso, o país passa por um terrível surto de cólera, com registro de 400 mil casos de suspeita de cólera e, aproximadamente, 1.9 mil mortes. Outro fator que torna essa situação extremamente calamitosa é a escassez de alimentos, sendo que 2 milhões de crianças sofrem de desnutrição aguda.

Uma das medidas realizadas pelas três agências da ONU foi a criação de mais de mil centros com tratamento para diarreias e reidratação oral.

Terremoto no Irã

            O terremoto, de magnitude 7.3, atingiu a fronteira entre o Irã e o Iraque e deixou mais de 2.500 pessoas feridas e, até o momento, mais de 400 pessoas mortas.

Atentados:

Show da Ariana Grande em Manchester/Reino Unido

            Esse ataque terrorista aconteceu durante o show da cantora Ariana Grande. Houve uma explosão que matou 22 pessoas e feriu outras 59, entre crianças e adolescentes.

Atentato em Las Vegas

            Não sei se vocês se lembram desse atentado, mas ele tem sido considerado por muitos como um dos piores ataques a tiros da história dos Estados Unidos.

            Um homem começou a atirar do 32º andar do Mandalay Bay, que é um famoso cassino e resort em Las Vegas (EUA), contra uma multidão. Isso tudo aconteceu durante um festival de música e, aproximadamente, 59 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas.

Bom, aí você pode pensar:

“Poxa, Bella. Já chega de desastres. Por que você está relembrando isso aqui?”. Gente, a prova do Enem, bem como a redação cobram conhecimentos atuais, então um desses casos pode virar assunto da prova em 2018, ok?

Climão entre a Coréia do Norte e os EUA

 

Têm ocorrido várias tensões entre a Coréia do Norte e os EUA e você conhece os motivos? A Coréia do Norte divulgou fotos de um novo míssil apontado para os EUA, revelando o seu potencial bélico, e os EUA apenas deram um pronunciamento de que podem barrar possíveis ataques com antimísseis.

Treta, né? Fujam para as montanhas!

 

O ataque cibernético que atingiu mais de 300 mil computadores

            Esse ataque cibernético deixou todos de cabelos em pé! O “WannaCry”, traduzindo para o português: Vontade de chorar, acabou se aproveitando de uma falha no Windows e conseguiu se espalhar por mais de 150 países.

            Era um e-mail e bastava apenas um clique para que o vírus se apropriasse de todos os arquivos!

            Bom, em resposta, a Microsoft disse ter resolvido essa falha em março, mas os usuários não haviam atualizado para a nova versão e a equipe Microsoft ainda fez um alerta para que os governos fiquem atentos a esse tipo de situação.

 

Bom, gente, esses foram alguns dos momentos que mais marcaram nosso ano de 2017. Caso vocês queiram relembrar algum, deixem nos comentários aqui embaixo.

E eu gostaria de deixar meu singelo conselho para vocês: estipulem metas para 2018. Quando criamos objetivos, evitamos procrastinar em tudo, ou seja, evitamos “deixar para amanhã”. Aí, quando vocês perceberem que realizam suas metas, conquistaram seus objetivos, a gratidão é imensa!

 

 

 

A Desvalorização do Professor

O Salto No Comments

por Raquel Branco

O tema de hoje é: A desvalorização do professor no Brasil. Esse é um tema importante, sendo atual e necessário para conscientização.

A solução para vários problemas atuais do nosso país é a falta de informação e de educação da população em geral. É como diria Pitágoras “Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens”. É possível o país ir para frente sem ter educação de qualidade? Sem valorizar o profissional?

Falta de verba

 

 

A falta de verba voltada para educação é um caso sério. Os professores no Brasil são mal remunerados, isso todo mundo sabe. Além disso, eles passam por diversas dificuldades para conseguir trabalhar como a falta de infraestrutura para dar aulas, salas muito cheias, escolas com difícil acesso. Assim, é por esses motivos que cada vez menos jovens se interessam em escolher essa profissão.

Violência nas escolas

Não é raro ouvir caso de professor que precisa ser escoltado para o trabalho, pois sofreu alguma violência de alunos. Casos de violência físicas acontecem principalmente nas escolas públicas, mas o desrespeito acontece em ambas as escolas públicas e particulares. Há um desinteresse geral por parte dos alunos, e nem sempre a culpa é do professor. O nosso sistema de educação é falho, há uma necessidade urgente de uma reforma curricular.

Tecnologia aliada ao ensino

Além de todos os problemas, a profissão do professor tem mudado muito. A tecnologia tem invadido a nossa vida e o ensino não fica fora dessa. O professor tem que se atualizar e aprender novos recursos, o uso de computadores, projetores e tablets podem tornar a aula mais didática e interessante. A tecnologia torna possível que o conhecimento possa extravasar a sala de aula. Hoje é possível fazer cursos a distância, assistir às aulas no Youtube de graça em vários canais (inclusive o nosso :P), usar de aplicativos e outros meios para adquirir conhecimento além do método tradicional.

Vamos, então, aos repertórios:

  • Infância, de Graciliano Ramos.

 

Livro bibliográfico que retrata a vida do autor nos primeiros anos de escola até sua puberdade. A obra mostra como a personalidade do autor foi construída por intermédio de experiências de dor e angústia que vivenciou quando mais novo.

  • Estudo errado, de Gabriel o Pensador

Música que critica o sistema de ensino:

“Manhê! Tirei um dez na prova

Me dei bem tirei um cem e eu quero ver quem me reprova

Decorei toda lição

Não errei nenhuma questão

Não aprendi nada de bom

Mas tirei dez (boa filhão!)”

  • Pro dia nascer feliz, 2007

Documentário sobre o sistema precário de ensino público do Brasil. Mostra adolescentes de diferentes estados e classe sociais falando de suas vidas na escola.

Soluções para o problema:

  • Um país só se desenvolve quando se investe muito em educação e pesquisa e o professor tem um papel fundamental de ensinar os jovens que são o futuro do país. É necessário mais verba e salário melhor.
  • Reforma curricular nas escolas melhoria o desempenho dos alunos, os incentivaria a gostar e querer participar das escolas.
  • Treinamento de professores para saber utilizar de novas tecnologias e tornar a aula mais didática, atual e prazerosa.
  • Apoio ao professor caso ele passe por algum tipo de violência e campanhas para motivar o respeito com professores e colegas.

 

Não perca nenhuma dica!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu email.